Back to our cover

Brazzil Forum [ return ]
FromMessage
Estudante de Inglês
Guest


1/07/2003
19:42:32
Subject: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
mulata - the best portuguese invention
jeitinho- brazilian way of life
Deus - he is brazilian
goiabada com queijo - the best dessert around the world
catuaba- brazilian viagra
bunda - national symbol
pelada - genuine brazilian cinestesic art
caixa de fósforo - sophisticated musical instrument
cuca - brazilian tina turner
(...)
any sugestões?





Pedro
Guest


1/08/2003
04:35:38
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
É uma simples IMAGEM DE EXPORTAÇÃO (como se diz isso em ingles??). Há tempos que nos acostumamos a exibir para estrangeiros uma imagem do Brasil que eles acham engraçada, ou do jeito que eles acham que deve ser. Até quando vamos ficar repetindo como papagaios as mesmas baboseiras?



Macunaima
Guest
 Email

1/09/2003
08:05:58
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Powered air flight - A Brazilian invention
The wrist watch - A Brazilian invention
Human genome research - Brazil being the second most advanced country in this field after the U.S.
Free medicine to HIV sufferers - A Brazilian inovation
Villa Lobos - One of the world´s most renowned classical composers; Brazilian
São Paulo - the western hemisphere´s largest city
Jiu jitsu - A martial art at which Brazilians excell.
Ayrton Senna - world´s greatest formula 1 pilot; Brazilian
Gilberto Freyre - The world´s first social scientist to do largescale complex society research; Brazilian.
Jorge Armado, Guimarães Rosa, Erico Verissimo - some of the many fine Brazilian authors who produce world class literature, translated into many different languages.

I could go on, but I´m sure you get my point. If all you're seeing is mulata asses, OP, then you have an awful lot to learn about Brazil.



Estudante de Inglês
Guest


1/09/2003
17:20:46
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
"Caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento...eu vou..."

Let´s improve our humble glossary:

avião- a lady with a big ass
santos dumont - soccer team + wirst watch
relógio de pulso- somethig without utility in Brazil
bachianas- music of THE BEST CLASSICAL COMPOSER OF AMERICA CONTINENT, sorry Copland, sorry Gershwing, sorry Leonard...
São Paulo - the biggest ass of all country.
Senzala - brazilian source
Senna- Paris river, i,m sure.
Tieta- a lady with a big ass, Amado said that.
Macunaíma -a hero without dignity
Felizquim - happy chinese, Rosa said that.
Pé-no-saco - (foot on- in- into-at bags , i hate prepositions )people who thinks: i am god, i know everything, i will teach you.
peido-engarrafado - ( regional, northeast ) - similar to pé-no-saco
maculelê - genuine marcial brazilian dance.

any sugestões?
Two brazilian proverbs:

"Macaco não enxerga o seu rabo mais enxerga o da cotia."
"Mascarado de doutor anda por aí muito burro zurrador."




Macunaima
Guest
 Email

1/09/2003
19:18:51
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Estudante

That's "hero without character", son. ;-)

Another saying: "Como disse Jack o Estripador, vamos por partes."


Pedro
Guest


1/10/2003
04:50:23
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Sugestões?

OK, let´s check it out.

MULATA - the product of the rape of slave girls. Nowadays, a mulata usually is a low-class woman whose image (nude) is explored by tourist offices

JEITINHO - a synonimus for CORRUPTION, since it is done by me or a friend of mine. If it is done by somebody else, it is called ROUBO (THEFT)

GOIBADA COM QUEIJO - I haven´t had it since I was a kid

CATUABA - I have never tried it, and I don´t know anybody who has

BUNDA - Oh, I like it. At least one item matches. But saying that it is a "National Symbol", oh come on!

PELADA - The biggest brazilian myth. Bathing suits in Brazil are small if compaired to America, but try go to a beach in southern Europe (France, Spain, Ibiza, etc.) and you will check that bathing suits are not different from those we know, except for one detail - women there go topless, what does not happen in Brazil. The thong was first used in french riviére in 1971, and arrived to Brazil only in 1973

CAIXA DE FÓSFORO - it was a musical instrument during the days of the GENUINE BRAZILIAN CARNIVAL - the one made expontaneouly by the people in the streets. Carnival nowadays is a commercial product for export

CUCA - who is she?


Ei Estudante, você conhece aquele bicho chamado HIENA? Que come merda e ri?




Estudante de Inglês
Guest


1/10/2003
06:12:19
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Yes, My Friend Macunaíma, you need some fresh air to think and attack me like a snake... Okay, you have all the time. I love debates!

By the way, dignidade é sinônimo de caráter em Português. Please, stop try to teach me, professor. I know who macunaíma is, I know who Mario de Andrade is. Okay, try to teach me this: character and dignity are not the same thing. I would love adquire this important knowledge.

Good research, professor!




Estudante de Inglês
Guest


1/10/2003
07:42:01
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Friend, this thread is a JOKE, a PIADA... See the yellow smile face on the top. Can´t you laught at yourself, Can´t you laught at our beloved country? it is sad, it is the genesis of the facism, i think so. Be careful. Everybody knows Brazil has a lot of big problems... But we have a choice to scale a mountain to see the good aspects of our land.

"MULATA - the product of the rape of slave girls."

Are you sure that ALL the slave girls was rapped and ALL the farmers was bad people? I know thousands of brazilians marriages between blacks and whites, and why? Love, dear Pedro, love. Please, I can´t stand that pessimistic simplification.

"Nowadays, a mulata usually is a low-class woman whose image (nude) is explored by tourist offices." Ok, I agree with you. You are right and it is a shame.


JEITINHO - a synonimus for CORRUPTION, since it is done by me or a friend of mine. If it is done by somebody else, it is called ROUBO (THEFT)


No, you are wrong, Jeitinho is not a synonimus for CORRUPTION. It is true that the jeitinho way may help the corrupts sometimes. Jeitinho is a way to solve conflicts with interpersonal and emotive communicacion, tolerant talking, improvisation to solve problems.

" Esse "jeitinho brasileiro" de resolver as coisas "na conversa" tem aspectos positivos, quando evita conflitos mas tem aspectos negativos, quando nada se resolve em definitivo, ficando as coisas na eterna improvisação e na não regulamentação, o que enseja corrupção, etc, etc." ( Luis Carlos Ramirez.)


"GOIBADA COM QUEIJO - I haven´t had it since I was a kid"
What a pitty... It is really delicious! Do you agree?

"PELADA - The biggest brazilian myth."

What your problem with miths? All countries have miths that are essencial for national identity, for popular agregation around a social ideal.

"Bathing suits"

i'm not talking about bathing suits, my friend. I'm talking about PELADA = FUTEBOL = SOCCER... Please, i think you are so upset that it was impossible to you read what i writed...

"Carnival nowadays is a commercial product for export."

Carnaval occurs in all country, in the smallest cities, in the sertão, in rain forest. Carnival in Olinda and Carnival in São Luis are trully popular manifestations of joy. Brazil is not only Rio and São Paulo. I think you have this pessimist opinion cuz ( i learned it here ) your city, unfortunately, are living a urban guerilla. Maybe, you are so stressed.

"CATUABA - I have never tried it, and I don´t know anybody who has."

I said before... Brazil is NOT only Rio and São Paulo, Pedro.

"CUCA - who is she? "

Now, I can undestand your insanity angry. Maybe, you are a guy without childness. See Monteiro Lobato, okay?


"Ei Estudante, você conhece aquele bicho chamado HIENA? Que come merda e ri?"

Sua falta de cortesia, seu sarcasmo grosseiro realmente me envergonham. A hiena não come merda, Pedro.








Pedro
Guest


1/10/2003
13:22:32
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
In the case of "pelada" I really confused things (and thongs), and I did have in mind Lobato´s Cuca, but I never thought she could be compaired to Tina Turner.

But...

Será que não é também sarcasmo afirmar que a bunda é "Símbolo Nacional", e a origem do Brasil é a senzala? E você colocou isso em inglês, de modo que os americanos puderam ler (e possivelmente acreditar), enquanto a minha piada eu ao menos coloquei em portugues.

Mas sarcasmo por sarcasmo, vamos lá.


NOME DA DOENÇA: SÍNDROME DE CARMEN MIRANDA

DISTRIBUIÇÃO: Ocorre apenas no Brasil.

SINTOMAS: Compulsão em deturpar a cultura popular de seu país no sentido de atender as expectativas dos estrangeiros sobre como ela deve ser.

CONSEQUÊNCIAS: Auto-desmoralização. Criação de estereótipos caricaturais. Perda de respeito.

SEQUELAS: A imagem caricatural termina por ser considerada real, enquanto a imagem real é esquecida. Em estágio avançado, até o próprio doente passa a acreditar nisso.

CAUSAS: Baixa auto-estima. Necessidade de agradar o estrangeiro, mesmo que a preço de se auto-ridicularizar.

TRATAMENTO: Dizer em alto e bom tom que o rei está nu.

ORIGEM DO NOME: Vem de Carmen Miranda, cantora e atriz portuguesa (e não brasileira) que foi para os EUA, onde fez grande sucesso e foi considerada um ícone do Brasil, muito embora o que cantava não fosse samba, e sim rumba; sua caracterização não fosse baiana, e sim caribenha; falasse de bananas, e não de café ou cacau; e seu jeito debochado não tivesse nada a ver com o jeito da mulher brasileira (mas tinha tudo a ver com a maneira como as mulheres latinas eram retratadas no cinema americano).



Estudante de Inglês
Guest


1/10/2003
16:23:23
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Caro Pedro:


Amigo, quanto a bunda ser símbolo nacional, não vou entrar em discussão profunda, mas que ela é ícone de nossa cultura sexual, isto é. E o berço do Brasil é mesmo a senzala, não devemos nos envergolhar. Gilberto Freire já dizia isto. É positivo, não negativo.

Pelo seu raciocínio, toda piada de um povo a respeitos de si mesmo demonstra baixa auto-estima. Penso justamente o contrário. Não se levar muito a sério é uma das melhores qualidades do brasileiro. Evita guerras, tenha certeza.Demonstra uma atitude generosa, jovial, nada mesquinha.

Quanto a Carmem Miranda, você exagerou em alguns aspectos.É claro que a imagem dela foi sendo modifica aos poucos durante sua estada nos EUA, mas:

Carmen Miranda cantava samba, Pedro. Tico-tico no Fubá e O que que a Bahiana tem são sambas. Sua caracterização era uma mistura de baiana e caribenha; falava de bananas, sim. Yes, nós temos banana na mesa e nos quintais do Brasil. Seu jeito debochado é a cara de muitas mulheres do brasil. Carmem Miranda sempre foi debochada...Antes mesmo de ir para os EUA.

Eu tenho orgunho de Carmem Miranda,do Pinduca, do Genival Lacerda, do Sargenteli, do brega, da chanchada, do barroco, do Malazartes, do Jeca Tatu, do deboche, do esculacho, da esculhambação. Eu não estou distorcendo a realidade para ridicularizar o Brasil. Você que esta julgando que determinados aspectos da cultura brasileira são ridículos. E tem vergonha deles. Deveriam ficar debaixo do tapete. Claro que eu poderia falar de Tom Jobim, Caetano e outros quejandos, mas a cozinha é mais divertida que a cerimoniosa sala de estar. É na cozinha que acontecem as coisas. Você viu o último filme do Altman? Pois é. Aquele que é capaz de rir de si está bem consigo mesmo e tem auto-estima elevada. É claro que o Brasil não é só tais esteriótipos aqui colocados...Mas os esteriótipos e os símbolos também fazem parte de qualquer cultura. Por favor, não leve o escrito aqui tão a sério...


Obrigado por defender o meu queiro país com tanta galhardia.




Macunaima
Guest
 Email

1/11/2003
10:13:49
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Pedro:

I think “pelada” refers to a pick up game of football on the beach and not to the state of the women watching it.

Loved the Carmen Miranda Sindrome bit, BTW. Terei que copiar!

English student: Se Mário quisesse dizer “dignidade”, ele teria dito. Usou “caráter” porque ele estava referindo ao debate sobre a suposta natureza do povo brasileiro, então vigente nos círculos modernistas. In the sense Mário meant it, “character” clearly meant more than “dignity”. “Character” can be read in several different ways, “dignity” can’t and that choice was the author’s intent.

Se você dizer que Macunaima é o herói sem dignidade no seu vestibular, Eng. Stud. Papai vai ter que pagar outro ano de cursinho.

“E o berço do Brasil é mesmo a senzala, não devemos nos envergolhar. Gilberto Freire já dizia isto. É positivo, não negativo.”

Sorry. Completely wrong. Gilberto falou (e eu cito aqui suas palavras exatas, retiradas do meu novo exemplar de “Casa Grande e Senzala”) “O verdadeiro Brasil pode ser descoberto onde a casa grande ENCONTRA a senzala.” Você, como muitos jovens brasileiros, cita Freyre sem ter lido sua obra. Se leu, não leu cuidadosamente. Porque que você acha que o livro foi chamado de “Casa Grande E Senzala” e não só “Senzala”?

You got a clear case of the Carmen Mirandas, my friend. No one is embarassed by Brazilian popular culture. We ARE embarrassed, however, by middle-class, educated Brazilians who represent our nation as if the picturesque and exotic were all that Brazil has to offer the world.











Estudante de Inglês
Guest


1/11/2003
14:23:11
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Desculpem meu péssimo português.

Professor Macu:

Você não apresenta nenhuma evidência de que esta foi realmente a intenção do autor. Trata-se de uma, entre inúmeras possíveis interpretações acerca da obra.( Afinal Bentinho foi corno? Quando descobrir me conte.) Comprove que o autor deliberadamente utilizou cárater em detrimento à dignidade. Escritos do próprio Mário, não ilações. Interpretação por interpretaçao, a conceituada Escola de Estudos Andradinos de Pirapemas afirma que Mário não apresentou um brasileiro sem identidade/caráter, ele justamente apresentou um perfil de identidade-caráter comum no brasileiro: um herói sem nenhuma dignidade.

A sua interpretação deste trecho de Gilberto é estritamente literal e sem cuidado, não percebeu o essencial. Onde a Casa Grande encontra a Senzala? Certamente não é na sala de estar das Casas Grandes, professor. O encontro se dá nas Senzalas, no meio do mato, nas estrebarias, nos galinheiros. Não na cama da Sinhazinha. Poupe-me de infantis joguinhos de palavras que não cola.

Você está envergonhado? Ponha um saco na cabeça. Vamos fazer uma comparação, o que é mais deléterio ao amado Brasil, meu complexo de Carmem Miranda ( gostei disso ) minhas bobagens infantis, minha visão exótica e pitoresca do Brasil, ou muito do que ja fui dito aqui em termos de violência e drogas nas grandes cidades, incesto no brasil, lula , um novo fidel, prostitutas no nordeste, etc ? Isto é a mais pura hipocrisia, professor. Você mesmo já afirmou aqui que os brasileiros tem o hábito de cortar as gargantas dos seus oponentes ( preconceito vil ), você disse que os brasileiros mataram 70% da população do Paraguai na guerra( deslavada mentira ) , você apresenta um visão funesta do país ( e ainda tem a cara de pau de dizer que o Brasil é seu país... ). E ainda fica vermelhinho com algumas piadas?

Vergonhoso é o seu comportamento, de duas caras. Antes o Brasil ser conhecido como a terra onde o símbolo é a bunda que a terra onde o povo corta a garganta dos seu inimigos.

E procure ser mais criativo... A idéia do complexo da Carmem Miranda não é sua. Golpear-me com a lança alheia demonstra tua sua fragilidade argumentativa.
Sabe, o glossário vai continuar. :)

óleo de peroba: macunaima facial cosmetic.


Estudante de Inglês
Guest


1/11/2003
14:30:04
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
masculina



Guest


1/11/2003
16:44:28
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Eu interpretaria como caráter, mas desde quando caráter e "character" são cognatos perfeitos??


Macunaima
Guest
 Email

1/12/2003
12:19:46
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
"Comprove que o autor deliberadamente utilizou cárater em detrimento à dignidade."

Você quer que comprovo um negativo? Get real.

"Escritos do próprio Mário, não ilações. Interpretação por interpretaçao, a conceituada Escola de Estudos Andradinos de Pirapemas afirma que Mário não apresentou um brasileiro sem identidade/caráter, ele justamente apresentou um perfil de identidade-caráter comum no brasileiro: um herói sem nenhuma dignidade."

Talvez você deve ir além da literatura e ler um pouco sobre os debates modernistas sobre cultura, raça e caráter nacional em que Mário e seu irmão se envolvia.

"Onde a Casa Grande encontra a Senzala? Certamente não é na sala de estar das Casas Grandes, professor. O encontro se dá nas Senzalas, no meio do mato, nas estrebarias, nos galinheiros. Não na cama da Sinhazinha. Poupe-me de infantis joguinhos de palavras que não cola."

Bullshit. CG&S tem um capítulo inteiro sobre a vida nas casas grandes, justamente tratada como ambiente de mistura. E em Sobrados e Mocambos, GF nos oferece mais 2 capítulos sobre o papel que os "bachareis negros e mulatos" tevem durante o império.

"Você mesmo já afirmou aqui que os brasileiros tem o hábito de cortar as gargantas dos seus oponentes ( preconceito vil )..."

Seria preconceito se massacres de prisoneiros não aconteciam com uma regularidade fatal no decorrer da história brasileira.

" você disse que os brasileiros mataram 70% da população do Paraguai na guerra( deslavada mentira )..."

Por volta de 70 % da população MASCULINA. ese número é confirmado por quase toda obra histórica que retrata a guerra, inclusive o mais recente (e melhor) do Francisco Doriatioto, "Maldita Guerra". E será que é preciso cita Euclides da Cunha sobre o massacre que nossas ilustres forças armadas montaram com os prisoneiros de Canudos...?

"Vergonhoso é o seu comportamento, de duas caras. Antes o Brasil ser conhecido como a terra onde o símbolo é a bunda que a terra onde o povo corta a garganta dos seu inimigos."

Então vamos inventar uma mentira bonitinha do que falar na verdadeira história, nada atraente. Com certeza, o Brasil vai para frente dessa maneira.

E por falar em cara de pau, nada mais cara de pau do que acusar seus adversários de sustentar posições imaginárias. Onde, por exemplo, chamei o Lula de "o novo Fidel Castro"?

Como muitos em nossa classe média marombizada, você só conhece suficiente da história brasileira para sustentar seus preconceitos. Aposto que quando você está batendo papo com seus amigos gringos, você até fala aquela bom e velha besteira que "o Brasil seria melhor se os holandese tivessem ficados".




Estudante de Inglês
Guest


1/12/2003
23:29:01
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Professor Macu:

Dou o meu pescoço à forca com relação ao nosso debate cárater/dignidade. Com a palavra Mário de Andrade:

" O que me interessou em Macunaíma foi incontestavelmente a preocupação em que vivo de trabalhar e descobrir o mais que possa a entidade nacional dos brasileiros. Ora depois de pelejar muito verifiquei uma coisa que me parece certa: o brasileiro não tem caráter. Pode ser que alguém já tenha falado isso antes de mim, porém a minha conclusão é uma novidade para mim porque tirada da minha experiência pessoal. E com a palavra caráter não determino apenas uma realidade moral não, em vez entendo a entidade psíquica permanente, se manifestando por tudo, nos costumes na ação exterior no sentimento na língua na História na andadura tanto no bem como no mal. O brasileiro não tem caráter porque não possui nem civilização própria nem consciência tradicional. Os franceses têm caráter e assim os jorubas e os mexicanos. Seja porque civilização própria, perigo iminente, ou consciência de séculos tenham auxiliado, o certo é que esses uns têm caráter. Brasileiro não. Está que nem o rapaz de vinte anos: a gente mais ou menos pode perceber tendências gerais, mas ainda não é tempo de afirmar coisa nenhuma. [...] Pois quando matutava nessas coisas topei com Macunaíma no alemão de Koch-Grünberg. E Macunaíma é um herói surpreendentemente
sem caráter. (Gozei)."

Alteração no glossário:

Mário's macunaíma: a hero without character
professor macunaíma: a hero without dignity

(Se o irmão de que você fala é o Oswald, ops, eles nunca foram irmãos.)


A casa grande é um ambiente de mistura decerto. Mas não é a casa grande o palco principal da miscigenação de corpos. É este o sentido de 'senzala: brazilian source.' Com as palavras Gilberto:

"Mas é preciso notar que o negro se sifilizou no Brasil. Um ou outro viria contaminado. A contaminação em massa verificou-se nas senzalas coloniais (...) Foram os senhores das casas grandes que contaminaram de lues as negras das senzalas"

"`A dormida das meninas e moças reservarva-se, nas casas-grandes, a alcova, ou a camarinha,bem como no centro da casa, rodeada de quartos de pessoas mais velhas. Mais uma prisão que um aposento livre (...) Não louvamos tal sistema: apenas procuramos lembrar sua quase incompatibilidade com AVENTURAS da espécie referida por M. Bonfim. Estas ocorreram, decerto; porém raramente."

O fato de que terem acontecido massacres de prisioneiros por brasileiros ( quem sabe acima da média mundial, o que o professor não comprova, seria interessante que o fizesse ) não lhe dá o direito de lançar a seguinte conclusão preconceituosa: os brasileiros têm o hábito de cortar a garganta de seus prisioneiros. Se assim é, afirmo que os alemães, sem exceção, têm o hábito de fritar judeus em fornos de tijolo.

Se você lesse o que escrevo com cuidado veria que há uma singela mensagem: 'masculina' postada por mim. Esqueci do detalhen a primeira mensagem mas corrigi de imediato, logo, o seu MASCULINA gigantesco é perfeitamente dispensável.

Quanto aos 70%, você está errado. O autor que você cita coloca os pontos nos iis e acaba com este imaginário fim do mundo no prata.

"Costuma-se dizer que em uma guerra, a primeira vítima é a verdade, e informações sobre este conflito também são
discordantes, mas fundamentalmente existem duas correntes: Uma defende que a Guerra do Paraguai foi um massacre, onde foram mortos 75 % dos homens, deixando a população reduzida de 800.000 pessoas para pouco mais de 200.000 no final do conflito, em verdadeiro genocídio. Outra corrente defende que foram mortos apenas 18,5 % dos homens, a população baixou de 300.000 para 200.000, sendo a perda praticamente o número do exército paraguaio no início do combate."

Christian Ordoque*
*Historiador licenciado e bacharelado pela Ufrgs e pós graduado pela FAPA, concluindo um novo pós em educação patrimonial. Trabalha com história empresarial.

Christian quando fala da corrente dos 18% se refere justamente a Dirotioto.

Quanto aos massacres de Canudos, foram terríveis. Mas só há massacre de Guerra no Brasil? Lembra do rabo da macaco e do rabo da cotia? Quem sabe Whitman não faz com que te lembres?

A Guerra da Secessão. Whitman tinha quase 42 anos quando rebentou a guerra civil (1860--65).
Escreve um diário e envia artigos para jornais do Norte: «Os sulistas, desesperados, cometem atrocidades, atacam os comboios, massacram feridos e prisioneiros. Os federados punem, vingam-se. A luta fratricida torna-se cada vez mais inumana [...] O Inferno, de Dante, com todas as suas dores, os seus tormentos imundos, não ultrapassa o espectáculo dessas prisões... e os mortos... os mortos... os nossos mortos.»


Pois não é que o rabo do macaco é mais comprido?

Calminha...Não corte o que eu digo para distorcer o significado. O raciocínio foi o seguinte: Você disse que " We ARE embarrassed, however, by middle-class, educated Brazilians who represent our nation as if the picturesque and exotic were all that Brazil has to offer the world."

Eu respondi que era menos deletério a imagem do Brasil o meu Brasil caricato do ziriguidum e do telelecoteco do que o Brasil pintado por você e tantos outros em vários debates neste fórum. Disse que você tinha duas caras justamente por isso: me ataca porque estou apresentando o Brasil parcialmente, tão somente como uma nação exótica e pitoresca. Mas apresenta o Brasil como terra de degoladores e sanguinários? Tenha santa paciência!

Eu te chamei de cara-de-pau pelo que expliquei acima. Favor ler com cuidado o que escrevo. JAMAIS te acusei de dizer que Lula é um novo Fidel. Leai de novo, tá? Lá em cima.

Classe média marombizada? Esta vai pro glossário, tenha certeza, é engraçadíssimo, a melhor caricatura já feita, insuperável, neologismo digno de Rosa.
Tiro-te o chapéu, professor Macu.

marombizado: brazilian muscle vodoo boy.

Eu não sou marombizado, bem que queria, que as gatas gostam. Preconceito por preconceito, analise os seus professor, começando por estes: 'classe média marombizada', 'você que muito provavelmente não leu casa grande e senzala', 'você que tem papai para lhe pagar cursinho' entre outras pérolas. Preconceito é todo conceito que não se sustenta em premissas sólidas. Mas um preconceito do professor Macu:

"Aposto que quando você esta batendo papo com seus amigos gringos, você fala aquela velha besteira que " O Brasil seria melhor se os holandeses tivessem ficados".

Eu não tenho amigos gringos, infelizmente. Quanto as holandesas,talvez sim, que as holandesas são bem liberais...


















Pedro
Guest


1/13/2003
04:49:41
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Esclarecendo termos e conceitos:

IMAGEM ESTEREOTIPADA não é a mesma coisa que IMAGEM DE EXPORTAÇÃO, a que eu me referi. A primeira é uma simplificação da realidade (mas não excencialmente falsa), e a segunda é simplesmente uma coisa feita sob encomenda - é o caso do Brasil exótico e sensual que é servido aos estrangeiros.

ORIGEM DO BRASIL É A SENZALA - isto é uma piada que tem a ver com os preconceitos de nossos antepassados. Que somos um povo mestiço, isso é óbvio, mas antigamente as "boas" famílias consideravam um orgulho contar com índios entre seus antepassados (os índios eram vistos como míticos e valorosos) ao passo que era uma vergonha ter africanos como antepassados (eles eram escravos). Assim, se você queria provocar alguém, dizia que sua família "tinha origens na senzala". Afirmar que a origem do Brasil é a senzala é, portanto, um deboche, no mesmo nível que elevar a bunda a símbolo nacional. Faz parte de nosso esforço de auto-desmoralização para agradar os estrangeiros.

E sociológicamente falando, a origem do Brasil NÃO É A SENZALA. Uma pele escura não denota obrigatóriamente uma ancestralidade africana, pode indicar uma ancestralidade índia, sem contar que os povos ibéricos já eram escuros (devido à invasão dos mouros). Eu acredito que a nossa propensão a ver a mestiçagem como sendo apenas uma mistura de brancos com pretas tem origem psicológica - é uma maneira de apagar o pecado histórico da escravização, contando uma história de rapto que terminou com o raptor apaixonando-se pela raptada. Eu li uma vez uma crítica literária britânica sobre Jorge Amado: "Então sua proposta para resolver as tensões raciais no Brasil, é de que brancos e pretas devam ir para a cama. Bem, isso aconteceu, mas não contribuiu em nada para diminuir a enorme diferença de renda entre brancos e pretos".

BUNDA É SÍMBOLO NACIONAL - é de fato uma preferência inculcada em nossos devaneios eróticos, assim como o busto é uma preferência para os americanos. Mas eu nunca ouvi um americano falar que os seios são um símbolo nacional de seu país.


Pedro
Guest


1/13/2003
06:05:38
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Fico satisfeito de que a minha definição de SÍNDROME DE CARMEN MIRANDA tenha sido apreciada. Vou colocar mais umas linhas a respeito dela, pois a impressão que passei foi de que eu a considero uma impostora, e não é bem isso, ela foi uma vítima (eu li a biografia dela, escrita - veja só! - por uma argentina).

Carmen já tinha aquele jeitão desinibido antes de ir para a América, mas nada que se comparasse ao que se tornou. O público tinha carinho por ela e chamava-a de "a pequena notável". Mas quando veio a notícia do desembarque dela na América, houve um imenso choque - ela chegou como uma tonta, falando bobagens em um inglês horrível:

In her first American interview, she stated that she knew many English words:"Men, men, men, men, men, and money, money, money, money, money, ... hot dog. I say yes, no, and I say, money, money, money, and I say turkey sandwich and I say grape juice" She haphazardly tossed around a few English words, and was immediately tagged as a bimbo. This was America's first impression of Carmen, and that image would remain.

Aquilo surpreendeu aos que a conheciam e sabiam que ela falava um inglês razoável (pelo menos na hora de discutir os termos de seu contrato). O que teria acontecido com ela? Os mais ingênuos previram seu iminente fracasso em terras americanas. Nada mais falso. Carmen estava simplesmente fazendo o seu papel de latina burra e desbocada, o único papel em que ela seria aceita na terra de Tio Sam.

Desta maneira, foi inevitável o divórcio que se estabeleceu entre a "nova" Carmen e o público brasileiro. Os brancos abominavam-na porque ela cantava "música de pretos". Os pretos abominavam-na porque o que ela cantava não era o verdadeiro samba. Ambos abominavam suas maneiras vulgares e debochadas. Carmen sofria com isso. Segundo sua biógrafa, ela bem que tentou cantar samba genuíno, mas ouviu de seu produtos essa gentileza:

"Carmen, você tem que cantar o que agrada a brasileiros, americanos e europeus. Se você cantasse o que só agrada a brasileiros, já teria caído fora daqui há muito tempo!"

Não há dúvida de que a manipulação de sua imagem e a rejeição do público brasileiro contribuíram para o estado de depressão que acompanhou Carmen até sua morte.




Macunaima
Guest
 Email

1/13/2003
17:19:44
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
English Stud.

Glad to see you've finally actually looked up what Mário was talking about and have reversed your possition. He was very concretely talking about national character and not merely dignity, as the quote you've posted here clearly shows.




Macunaima
Guest
 Email

1/13/2003
18:01:36
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
More eng. stud...

On Casa Grande e Senzala...

I'm at a loss as to what you think the quotes from Freyre you've posted here prove. It's almost as if you've more or less picked them at random from CG&S. They certainly don't indicate that Freyre thought the senzala was "THE source" (as opposed to a source) of Brazilian culture, nor do they indicate that he thought no mixing - physical or cultural - occured within the ambient of the casa grande. I did notice that you've conveniently forgotten the entire chapter where he talks about the CG as a notorious place for sexual and cultural exchange. That Portuguese colonial women were sequestered is another notorious fact. However, the use Portuguese men made of mucambas and slave chamber maids is also notorious. As Freyre voluminously documents, Brazilian culture is a product of EXCHANGE between Europe, Africa and America and this exchange took place on all levels and in all areas of the colony. So sorry, stud.; the senzala is not THE source but A source of Brazilian culture.

"O fato de que terem acontecido massacres de prisioneiros por brasileiros ( quem sabe acima da média mundial, o que o professor não comprova, seria interessante que o fizesse ) não lhe dá o direito de lançar a seguinte conclusão preconceituosa: os brasileiros têm o hábito de cortar a garganta de seus prisioneiros."

When this kind of behavior occurs in almost every instance of Brazilian armed conflict, you bet yer pink little booties it gives me the right to denounce it! Furthermore, I could care fuck all if it's above or below the world average for this kind of thing. My original post of the throat-cutting info was in response to the claim that Brazilians are pacific. I was merely remarking that historically, Brazilians have been just as bloody-minded as any other people.

"Se assim é, afirmo que os alemães, sem exceção, têm o hábito de fritar judeus em fornos de tijolo."

I think you could very well make the claim that the Germans have historically engaged in pogroms against the Jews and that they've had many problems with anti-semiticism. I don't think a single German historian would disagree with you or accuse you of being "anti-German" for citing that fact.

"Costuma-se dizer que em uma guerra, a primeira vítima é a verdade, e informações sobre este conflito também são
discordantes, mas fundamentalmente existem duas correntes: Uma defende que a Guerra do Paraguai foi um massacre, onde foram mortos 75 % dos homens, deixando a população reduzida de 800.000 pessoas para pouco mais de 200.000 no final do conflito, em verdadeiro genocídio. Outra corrente defende que foram mortos apenas 18,5 % dos homens, a população baixou de 300.000 para 200.000, sendo a perda praticamente o número do exército paraguaio no início do combate."

Given the fact that the male/female population ratio in Paraguay was still seriously unbalanced 80 years later, I'll go with the higher end of that spectrum for now. When Christian digs up enough data to really challenge the high end estimate, I'll look more closely at it. In the quote you've posted, all he's done is note that some people (one person, to be exact) disagree with it. There's also historians who believe that the Holocaust didn't occur. Simply citing their belief is not a logical way of countering the mass of data that points to the fact that the it did occur.

"Christian quando fala da corrente dos 18% se refere justamente a Dirotioto."

I suggest you go directly to the source instead of refering to a friend or colleague who cites it. Dirotioto cites three estimates, one, from a 1988 study by Vera Blinn Reber, being the source of the low estimate Christain mentions. However, Dirotioto then goes on to mention an even more recent study (1999) by Thomas L. Whigham and Barbara Potthast who went over Reber's data and conclude its wrong, citing 60 to 69% as total probable Parguay population losses. Dirotioto then says that some of this loss may have occurred due to post war migration away from misery. On the other hand, he very properly remarks that the pre-war population of Paraguay was perhaps even larger than the census allows, so that it is very possible that the total population loss estimate of close to 70 percent is true.

You are right that we don't have great stats for this sort of thing. However, the best estimates made by the most reputable historians seem to indicate that my estimate that 70 percent of the male population of Paraguay was lost in the war is, if anything, too low.

"Quanto aos massacres de Canudos, foram terríveis. Mas só há massacre de Guerra no Brasil?"

Nope. However, my original point wasn't that there has only been massacres in Brazil. My point was that Brazilians have been and are AT LEAST as bloody minded as Americans. The woman to whom I was originally responding had taken the position that Brazilians were more peace-loving and less violent. I suggest you re-read the original post.

"Calminha...Não corte o que eu digo para distorcer o significado."

I'll leave that to you. You've done a pretty good job of it so far.

"Classe média marombizada? Esta vai pro glossário, tenha certeza, é engraçadíssimo, a melhor caricatura já feita, insuperável, neologismo digno de Rosa."

I suggest you read Vianna Moog. That should have been "mazombizado", however. I slipped on the "z".

"Mazombo" = A member of the Brazilian middle class who believes that more culture can be found in a alley-way in Paris than in all the Americas put together. From "mazombo", an obsolete Portuguese/African word for Brazilian descendants of Portuguese colonists. The kind of guy who longs for a homeland hes never known and turns his back on the place of his birth.




Estudante de Inglês
Guest


1/13/2003
21:11:45
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Professor Macu:

Estou feliz por conversar com um antropólogo/sociólogo. Estou aprendendo muito. Mazombizado. Boa essa.Pena que você seja tão CHATO.

Depois te dou umas cacetadas, em inglês, que é pra praticar. As cacetadas e o inglês.

Pedro, vai sobrar pra ti também. Olha, acho que quem tem complexo de Carmem Miranda é tu mesmo...andei lendo tuas mensagens...sempre muito preocupado com o que os gringos vão pensar de nós.

Inté.
by the way, vocês já deram uma hoje?


Macunaima
Guest
 Email

1/13/2003
23:58:28
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
"Estou feliz por conversar com um antropólogo/sociólogo. Estou aprendendo muito. Mazombizado. Boa essa.Pena que você seja tão CHATO."

I imagine that you'd find anything more dense than a comic strip or a Casseta e Planeta sketch boring. I suggest you return to playing the fool for gingos until you can at least stomach reading the books you pretend to quote.

'Night.



Pedro
Guest


1/14/2003
05:03:01
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Estudante:

estou preocupado, sim, com o que os estrangeiros pensam de nós. No tempo de Carmen Miranda, podíamos até dar boas risadas com aquela bobageira toda (os argentinos foram menos bem-humorados e quebraram o cinema quando passou lá "Down Argentine Way"). Mas nos tempos de GLOBALIZAÇÃO que estamos vivendo agora, uma imagem ruim PODE SIM nos prejudicar de várias formas.

Os brasileiros tem um problema sério de falta de auto-estima. Isto se reflete em nossa mania de auto-desmoralização e de sistematicamente desfazer de tudo o que temos de bom. É o caso da Guerra do Paraguai. Aproveito o gancho e vou falar dela.

A maioria das conclusões que pululam nas conversas a respeito vem do livro "Guerra do Paraguai - Genocídio Americano", de JJ Chiavenatto, que fez estrondoso sucesso quando foi lançado uns 20 anos atrás. Mas este livro já foi dissecado pelos estudiosos e verificou-se muita manipulação de fatos e estatísticas falsificadas, sobretudo quanto ao número de paraguaios mortos e quanto a ser de 100% o índice de alfabetização no Paraguai (nessa mesma época o índice de alfabetização na Inglaterra era de não mais que 70%).

É certo que o Paraguai de então tinha muita coisa melhor do que o Brasil. Mas só por isso deveríamos desejar que eles ganhassem a guerra e nos tomassem Mato Grosso e todo o sul, para abrir caminho em direção ao mar?





Macunaima
Guest
 Email

1/14/2003
08:40:26
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Para com a Guerra, concordo com Doratioto: Solano Lopes era um tirano e possívelmente um maníaco. Sou longe daquelas pessoas que o julgam como um "revolucionário latino americano precoce".

Dito isso, os dados que temos - independente do revisionismo popularizado pelo livro que você cita Pedro - indicam que o Paraguai sofreu horrores, perdendo em torno de 70 porcento de sua população masculina.

Além disso, uma leitura cuidadosa dos arquivos dos Voluntários da Pátria publicados pelo Ministério do Exercito indicará uma certa tendência dos brasileiros a não tomaram prisioneiros.

Com diz acima, não falo isso para denigrar o Brasil. Simplesmente acho que os fatos falam por si só: o Brasil tem suas histórias de massacres. Longe de ser um povo 100 por cento alegre e feliz, temos um lado tremendamente sómbrio.


Estudante de Inglês
Guest


1/14/2003
13:44:01
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Professor MACU:

Quanto a forca, em nossa discussão dignity/character, favor tirar o laço de meu pescoço. Esqueçamos o macunaíma de Mário e lembremo-nos do macunaima dos índios:

"Macuanaima. E não macunaíma, entidade divina para os macuxis, acavais, arecunas, taulipangues, caraíbas a oeste do plateau da Serra de Roraima, e Alto Rio Branco (...) A tradução da Bíblia para o idioma caraíba divulgou macuanima como sinônimo de Deus. Macunaima foi se tornando um herói , (...) tornou-se um misto de astúcia, maldade institiva natural, de alegria zombeteira e feliz."

Ora, se o verbete macunaima: hero without dignity não se amolda a visão de Mário, se amolda com perfeição a este macunaima mito indígena.

Guerra do Paraguai.Não esqueça de sua afirmação básica:Os brasileiros mataram 70% da população masculina do paraguai. Agora o senhor diz: é MUITO PROVÁVEL que a perda total da população esteja em torno de 70%. Não é mais fácil confessar que, no calor da discussão, o senhor fez uma hipérbole para realçar seu ponto de vista?

O livro Maldita Guerra vem sendo aclamado como completo, bem documentado, fruto de 15 anos de pesquisas. Traz estimativas díspares que nos levam a concluir que não há consenso entre historiadores sobre qual a dimensão da guerra. Não havia sequer um censo populacional paraguaio confiável. 18% ou 69%? Mesmo a cifra mais elevada depõe contra a idéia de genocídio. Como o senhor salientou, o motor pricipal das mortes não foram as armas brasileiras, mas a migração, a doença e a fome do pós-guerra. Não se pode creditar a suposta mortandade de 70% dos homems do Paraguai a sanha assassina brasileira.

Casa Grande e Senzala.
"senzala: brazilian source"
Hipérbole. Exagero intencional , figura de linguagem cuja intenção é realçar emotivamente uma idéia. Na formação da cultura e da raça brasileira, a senzala é figura central. Numa sociedade patriarcal e agrária, com pouco senhores e um mar de belas negras, poligamia é a regra, que é preciso braços e pernas para adoçar o mundo. O principal ventre que gerou o brasileiro dos engenhos é a senzala, semeado pelo português. (Embora mulatinhos tenham sido gerados também nas redes dos alpendres e houvesse promiscuidade sexual na Casa Grande). Acima já havia realçado isto."A casa grande é um ambiente de mistura decerto. Mas não é a casa grande o palco principal da miscigenação de corpos. É este o sentido de 'senzala: brazilian source.'





Pedro
Guest


1/15/2003
04:31:50
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Sobre a Guerra do Paraguai:

"O passado torna-se mito para servir ao presente"

Foi o que aconteceu. Ninguém sabe exatamente como era o Paraguai de Lopez, e a esquerda nacional aproveitou para criar a imagem de um governo proto-socialista e anti-imperialista, e ao mesmo tempo alardear a malignidade das elites dirigentes brasileiras.

De certa forma o Paraguai de Lopez era semelhante a Cuba de hoje: um país onde todos sabiam ler, mas só podiam ler a propaganda oficial; não havia escravos, mas todos eram escravos do estado; e cerca de 1/3 da população masculina ativa integrava o exército ou a polícia. Por isso é que o Paraguai era tão forte, apesar de pequeno...

Aliás, os brasileiros faziam prisioneiros sim. Inclusive campos de prisioneiros foram criados em território nacional.

Sobre A Senzala:

"A Caricatura não tem compromisso com a realidade, mas consiste de, mediante o exagero dos traços, captar o essencial"

Reduzir o panorama social do Brasil a uma senzala habitada por portugueses lúbricos e negras bonitas é uma visão caricata e absurda. Tudo bem que se diga isso como piada, mas o problema é que muita gente afirma isso como se afirmasse uma verdade científica da mais alta dignidade! Os textos de Gilberto Freyre estão datados e restringem-se ao nordeste senhorial de séculos atrás - o único mundo, aliás, que Freyre conhecia. Será demais lembrar que, desde então, o Brasil recebeu legiões de imigrantes como trabalhadores livres; que esses imigrantes contruíram novos quadros sociais; que os negros há muito deixaram as senzalas e foram para as cidades; e enfim, que os próprios senhores de engenho há muito abandonaram suas propriedades improdutivas e foram cuidar de outra coisa?



Estudante de Inglês
Guest


1/15/2003
13:14:35
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Pedro, de quem é a frase da caricatura que você citou? Achei ela ótima.




Pedro
Guest


1/16/2003
04:21:33
RE: Small Glossary of essencial brazilian things
IP: Logged

Message:
Esta definição eu li uma vez no jornal, mas a fonte não era citada. Também achei ótima.



P 1

Back to our cover