Back to our cover

Brazzil Forum [ return ]
FromMessage
uma brasileira
Guest


10/08/2002
20:44:05
Subject: >POR QUE VOTO LULA
IP: Logged

Message:
Caso não gostem da mensagem, me processem.
Dimas
>

>POR QUE VOTO LULA
>
>Frei Betto
>
>Meu voto é Lula. Embora seja cristão e acredite em milagre, não
>creio que Deus fará pelo Brasil o que os brasileiros se recusam a
>fazer.
>
>Portanto, não fará o maná cair do céu para matar a fome de 53
>milhões de pessoas; não enviará um raio para erradicar a dívida
>e(x)terna; não transformará o Banco Central numa cornucópia para
>saciar de fortuna os projetos sociais. Por isso, não voto em
>Garotinho.
>
>Como estou decepcionado com os oito anos de governo FHC, nos quais o
>Brasil menos cresceu em toda a história da República, e agora se
>afunda numa dívida pública em torno de R$ 750 bilhões, também não
>quero ver pela frente as mesmas caras: o Malan monitorando a
>economia em nome do FMI; o Pedro Parente fazendo de conta que
>entende de energia elétrica; o ministério da Justiça cruzando os
>braços frente ao crime organizado em terra capixaba. Por isso não
>voto em Serra.
>
>E como não tenho memória curta e guardo a amarga lembrança do breve
>período Collor, minha insanidade não é suficiente para que eu cometa
>a loucura de votar em Ciro Gomes. Deixo a ele os votos de Collor e
>de ACM. Não o meu, que muito prezo. Jamais confiei em salvadores da
>pátria que, como Jânio Quadros, mais confundem que aclaram, mudando
>de opinião segundo a conveniência política do momento.
>
>Nomeado ministro da Fazenda por Itamar Franco, após a desastrada
>entrevista do ministro Ricúpero, Ciro Gomes ficou quatro meses no
>governo FHC e criou problemas suficientes para não ser chamado de
>volta ao cargo no segundo mandato do presidente. Seu desequilíbrio
>emocional frente às perguntas dos jornalistas não me permite supor
>que, uma vez eleito, ficará curado do destempero e da agressividade.
>E estou cansado de ver o PFL usufruir do poder sem deixar cair do
>banquete dos abastados ao menos uma migalha para os pobres. E o PFL
>está com Ciro.
>
>Voto Lula porque ele tem lastro político, um partido consistente, um
>programa viável, uma equipe invejável. Prefiro estar ao lado de
>Maria Victória Benevides, Dalmo Dallari, Fábio Konder Comparato,
>Marilena Chauí, Luiz Pinguelli Rosa, Emir Sader, Paulo Nogueira
>Batista Júnior, Marina da Silva, Eduardo Suplicy, Cristovam Buarque,
>Antonio Candido etc. etc., e também da CUT, da CMP e do MST, que
>estão com Lula, do que ficar mal acompanhado.
>
>Lula não será a salvação da pátria, mas tem todas as condições para
>arrancar o Brasil da condição de Belíndia (este misto de Bélgica com
>Índia) ou de Colombina (a violência da Colômbia com a quebradeira da
>Argentina). Enfim, reduzir consideravelmente a desigualdade social.
>
>Segundo o Banco Mundial, insuspeito, 20% dos brasileiros mais ricos
>embolsam 64,1% da renda nacional, enquanto a parcela 20% mais pobre
>fica com a migalha de 2,2%.
>
>Entre 60 países do mundo, o Brasil é o terceiro em assassinatos,
>atrás da Colômbia e de Porto Rico. Em 2000, morreram assassinados
>45.919 brasileiros. Entre os jovens de 15 a 24 anos, o índice
>cresceu 48% na última década. Dos 76,1 milhões de trabalhadores, 64
>milhões têm ocupação e os demais estão desempregados. Dos que
>trabalham, 24,4% ganham no máximo 1 salário mínimo por mês; 27,5%,
>até 2 salários mínimos; 13,6%, até 3; 14,2%, até 5; 12,5%, até 10;
>5,1%, até 20; e apenas 2,6% ganham acima de 20 salários mínimos (ou
>mais de R$ 4 mil) por mês.
>
>Ou seja, 51,9% dos trabalhadores ganham no máximo R$ 400 por mês. E
>há 1.049.939 crianças de 10 a 14 anos no mercado de trabalho, dos
>quais 39% trabalham entre 15 e 19 horas semanais, sendo que 9%
>cumprem jornada semanal de 49 horas ou mais. Os dados não são da CUT
>nem do MST. São oficiais, do IBGE.
>
>Como trabalhador metalúrgico e sindicalista, Lula priorizará o
>investimentos produtivos, combaterá a especulação financeira,
>promoverá a reforma tributária e, com ela, os mecanismos de
>distribuição de renda. Se ele não assegurar a cada brasileiro ao
>menos 1 prato de comida por dia, ficará desmoralizado. É impensável
>um governo Lula sem reforma agrária, tributação do capital
>especulativo e uma política eficaz de combate à fome.
>
>Lula vai inverter a pirâmide da educação que, no Brasil, anda de
>cabeça pra baixo. Basta dizer que 1/3 da população com mais de 10
>anos de idade é analfabeta funcional, pois não completou quatro anos
>de estudos. Dos recursos do MEC destinados ao ensino médio, só 8%
>vão para alunos oriundos da esfera dos 20% mais pobres da população.
>E dos recursos que chegam às universidades públicas quase a metade é
>gasta com alunos que pertencem à casta dos 20% mais ricos da
>população. O governo Lula vai injetar mais recursos na educação,
>estratégia
>prioritária para arrancar o Brasil do atraso.
>
>Lula vai? Vai o quê? Sozinho ele não vai nada. A menos que elejamos,
>com ele, um Congresso Nacional progressista. Ainda assim, isso não
>será o suficiente. Se eleito, Lula só terá condições de
>governabilidade de houver mobilização permanente da sociedade civil.
>Será o primeiro a governar, não contra o povo, nem para o povo, mas
>com o povo, transformando em real a nossa democracia formal. É esta
>a aliança que tornará viável o governo Lula: com o povo brasileiro.
>Fora disso, nem ele nem o PT tem salvação.
>
>Mas para que o sonho se torne realidade é preciso, agora, todo
>empenho na eleição de Lula e de governadores, senadores, deputados
>federais e estaduais, que haverão de garantir condições para o
>Brasil mudar. Para melhor.
>
>Frei Betto é escritor, autor de "Alfabetto ­ Autobiografia Escolar"
>(Ática), entre outros livros.


P 1

Back to our cover